Blog

    A aposentadoria é uma fase da vida em que podemos aproveitar o tempo de forma mais tranquila e dedicar-nos às atividades que gostamos. No entanto, para desfrutar plenamente dessa etapa, é essencial um planejamento adequado, já que a aposentadoria geralmente implica em uma redução da renda em um momento em que as despesas tendem a aumentar, principalmente com saúde.

    Nesse contexto, surge a questão: é possível viver apenas com a renda da previdência social? Quais são as regras para se aposentar? Quando optar pela previdência privada e como se planejar para viver com mais tranquilidade? 

    Essas são dúvidas comuns que surgem quando se trata de previdência social e previdência privada complementar.

    Previdência Social: O que é?

    A previdência social é um sistema público que administra os benefícios pagos pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). Ela funciona como um seguro controlado pelo governo, garantindo que o contribuinte receba uma renda ao se aposentar e que o trabalhador esteja amparado em casos de doença, acidente, entre outros. No regime de repartição simples, todos os trabalhadores contribuem para formar a renda daqueles que irão se aposentar.

    A aposentadoria por idade e por tempo de contribuição são as principais formas de se aposentar pela previdência social. Em 2023, a aposentadoria por idade é concedida aos trabalhadores com idade mínima de 65 anos para homens e 62 anos para mulheres, desde que comprovem no mínimo 180 meses de contribuição para a previdência. Já a aposentadoria por tempo de contribuição é concedida integralmente para quem comprovar 35 anos de contribuição para homens e 30 anos para mulheres.

    Além dessas modalidades, existem outras possibilidades de aposentadoria pela previdência social, como a aposentadoria especial, concedida a quem trabalhou em condições prejudiciais à saúde, e a aposentadoria por invalidez, destinada a trabalhadores considerados incapacitados para exercer suas atividades.

    Previdência Privada: O que é e Como Funciona?

    A previdência privada, também conhecida como previdência complementar, é uma opção de investimento para complementar a aposentadoria. Ela funciona através de planos de previdência, como o PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre) e o VGBL (Vida Gerador de Benefício Livre).

    No PGBL, quem faz a declaração do Imposto de Renda no formulário completo pode deduzir as contribuições para a previdência em até 12% de sua renda bruta anual. No entanto, quando o valor acumulado é resgatado, ocorre a incidência do Imposto de Renda sobre o valor total pago, incluindo as mensalidades e rendimentos.

    Já o VGBL não possui incentivo fiscal durante a fase de contribuições, mas na hora do resgate, o Imposto de Renda incide somente sobre os rendimentos da aplicação. Esses planos permitem que os contribuintes façam contribuições mensais, acumulando um valor ao longo do tempo para receber como benefício no futuro.

    É importante observar alguns aspectos ao contratar uma previdência privada, como o tipo de plano de acordo com a cobertura desejada, a rentabilidade do fundo de investimento onde o valor será aplicado e as taxas de administração e carregamento cobradas pela instituição financeira responsável pelo plano.

    Por que Planejar a Aposentadoria é Importante?

    Planejar a aposentadoria é fundamental para garantir uma vida financeiramente tranquila no futuro. Atualmente, o valor recebido pela previdência social muitas vezes não é suficiente para manter o mesmo padrão de vida que se tinha antes da aposentadoria. É por isso que é necessário aproveitar as fases mais produtivas da vida para economizar e investir no futuro.

    Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, em 2021, as pessoas com 60 anos ou mais representavam 14,7% da população no Brasil. É um número significativo de pessoas que, muitas vezes, dependem apenas da previdência social para cobrir suas despesas. No entanto, é importante lembrar que o valor recebido nem sempre é suficiente para garantir a mesma qualidade de vida e o equilíbrio financeiro existentes antes da aposentadoria.

    Uma pesquisa realizada pelo Serasa mostrou que, em abril de 2023, as pessoas acima de 60 anos representavam 18% dos inadimplentes do país. Isso ressalta a importância de um planejamento financeiro adequado para a aposentadoria, a fim de evitar problemas financeiros no futuro.

    Como se Preparar para a Aposentadoria?

    Uma das formas de se preparar para a aposentadoria é guardar dinheiro mensalmente. Mesmo pequenas quantias podem fazer a diferença ao longo do tempo. Ao economizar uma quantia mensal, é possível acumular um valor significativo ao final de um período determinado.

    Para fazer isso, é importante criar uma rotina de poupança e estabelecer metas financeiras. Registrar todos os ganhos e gastos, sonhos e planos de curto e longo prazo em uma planilha pode ajudar a visualizar melhor a situação financeira e identificar oportunidades de economia.

    Além da poupança, é fundamental diversificar os investimentos. A previdência privada é uma opção interessante para quem busca complementar a aposentadoria, mas existem outras possibilidades, como investimentos em renda fixa e renda variável. É importante buscar orientação financeira para escolher as melhores opções de investimento de acordo com o perfil e os objetivos de cada pessoa.

    Vem ler o resumo

    A previdência social e a previdência privada complementar são alternativas para garantir uma aposentadoria tranquila e segura. Enquanto a previdência social é um sistema público que oferece benefícios aos contribuintes, a previdência privada complementar é uma opção de investimento para complementar a renda na aposentadoria.

    Planejar a aposentadoria é fundamental para garantir uma vida financeiramente estável no futuro. Guardar dinheiro mensalmente, diversificar os investimentos e buscar orientação financeira são passos importantes nesse planejamento.

    Independentemente da escolha entre previdência social e previdência privada complementar, o importante é começar a se preparar o quanto antes. Quanto mais cedo se iniciar o planejamento, maior será a tranquilidade e a segurança financeira na aposentadoria.

    Lembre-se de que cada pessoa tem necessidades e objetivos diferentes, por isso é essencial adaptar o planejamento de acordo com a situação individual. Com um bom planejamento financeiro, é possível aproveitar a aposentadoria com tranquilidade e realizar os sonhos que foram adiados ao longo da vida.

    Para estar sempre por dentro, conecte-se conosco nas redes sociais. Curta nossa página no Facebook, inscreva-se no YouTube, siga-nos no Instagram e Linkedin para receber informações sobre as soluções financeiras do Banco Mercantil. Te esperamos lá!

    Redação Mercantil

    250 artigos publicados

    Com mais de 250 agências, 7 milhões de clientes e 80 anos de mercado, o Banco Mercantil é o primeiro do Brasil a se inspirar na experiência do público 50+ para desenvolver soluções especialmente voltadas para a juventude prateada. A Redação do banco está sempre em busca de simplificar esse universo, com dicas de investimento, economia, planejamento financeiro e estilo de vida personalizadas para você.

    Compartilhar

    Navegue pelo sumário

      Recentes

      FGTS

      Navegue pelo sumário

        Também pode te interessar

        Aposentadoria

        Aposentadoria

        Aposentadoria

        Aposentadoria

        Aposentadoria

        Aposentadoria

        Banco Mercantil do Brasil S.A. 17.184.037/0001-10
        Av. do Contorno, 5.800. Andares 11º, 12º, 13º, 14º e 15º. Savassi - Belo Horizonte - MG 30.110-042