Blog

    A partir do momento em que o trabalhador é contratado, seu empregador passa a realizar um depósito mensal de 8% do valor do salário em uma conta do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Esse valor é um dos descontos que o trabalhador tem em cima de seu salário mensal, sendo retirado mensalmente os 8% em cima do salário bruto, com o objetivo de garantir um apoio financeiro ao trabalhador em caso de demissão sem justa causa.

    Por lei, quando um trabalhador é demitido sem justa causa, ele tem direito a receber uma multa rescisória de 40% em cima do saldo do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) depositado mensalmente pelo contratante durante o período de trabalho, além dos demais direitos como férias vencidas e 13° salário. Esse caso se aplica mesmo que o trabalhador tenha optado pelo Saque Aniversário do FGTS. Além disso, é possível realizar um acordo entre ambas as partes, chamado de distrato, onde a multa do FGTS passa de 40% para 20%.

    O que a lei diz sobre a multa de 40% do FGTS?

    De acordo com a Legislação Trabalhista, é detalhado a obrigatoriedade do pagamento da multa FGTS no caso de uma demissão sem justa causa, abrangendo também em casos de força maior ou culpa recíproca, reduzindo a multa para 20%. Leia abaixo o detalhamento sobre o Artigo 18 da Lei nº 8.036 de 11 de Maio de 1990:

    Art. 18. Ocorrendo rescisão do contrato de trabalho, por parte do empregador, ficará este obrigado a depositar na conta vinculada do trabalhador no FGTS os valores relativos aos depósitos referentes ao mês da rescisão e ao imediatamente anterior, que ainda não houver sido recolhido, sem prejuízo das cominações legais. (Redação dada pela Lei nº 9.491, de 1997)

    § 1º Na hipótese de despedida pelo empregador sem justa causa, depositará este, na conta vinculada do trabalhador no FGTS, importância igual a quarenta por cento do montante de todos os depósitos realizados na conta vinculada durante a vigência do contrato de trabalho, atualizados monetariamente e acrescidos dos respectivos juros. (Redação dada pela Lei nº 9.491, de 1997)

    § 2º Quando ocorrer despedida por culpa recíproca ou força maior, reconhecida pela Justiça do Trabalho, o percentual de que trata o § 1º será de 20 (vinte) por cento.

    Entretanto, quando há comum acordo, o valor da multa cai de 40% para 20%, de acordo com o Artigo 484A do Decreto Lei nº 5.452 de 01 de Maio de 1943. Confira na íntegra:

    Art. 484-A. O contrato de trabalho poderá ser extinto por acordo entre empregado e empregador, caso em que serão devidas as seguintes verbas trabalhistas: (Incluído pela Lei nº 13.467, de 2017)

    I – por metade: (Incluído pela Lei nº 13.467, de 2017)

    1. o aviso prévio, se indenizado; e (Incluído pela Lei nº 13.467, de 2017)
    2. a indenização sobre o saldo do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço, prevista no § 1o do art. 18 da Lei no 8.036, de 11 de maio de 1990; (Incluído pela Lei nº 13.467, de 2017)

    II – na integralidade, as demais verbas trabalhistas. (Incluído pela Lei nº 13.467, de 2017)

    § 1o A extinção do contrato prevista no caput deste artigo permite a movimentação da conta vinculada do trabalhador no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço na forma do inciso I- A do art. 20 da Lei no 8.036, de 11 de maio de 1990, limitada até 80% (oitenta por cento) do valor dos depósitos. (Incluído pela Lei nº 13.467, de 2017)

    § 2o A extinção do contrato por acordo prevista no caput deste artigo não autoriza o ingresso no Programa de Seguro-Desemprego. (Incluído pela Lei nº 13.467, de 2017)”

    Como pedir a multa de 40% sobre o FGTS?

    Ao ser notificado com o aviso prévio, o trabalhador deve entender quais são os seus direitos. Com isso vem o questionamento sobre como solicitar a multa de 40%, entretanto, essa é uma questão que está contemplada pela Lei Trabalhista, por isso não será necessário fazer a solicitação do pagamento da multa já que esse cálculo é feito automaticamente pela empresa com cálculo de rescisão com FGTS e multa. Esse pagamento deverá ser feito juntamente com os demais direitos incluídos em Lei, depositando na conta do trabalhador na Caixa Econômica Federal, juntamente com o saldo do FGTS.

    Como calcular a multa de 40% do FGTS?

    O cálculo da multa FGTS será feito levando em conta o valor total que a empresa depositou ao longo do contrato de trabalho. Contudo, esse valor poderá ser de 40% ou 20% dependendo do tipo de demissão, se foi sem justa causa ou consensual, respectivamente. Para realizar o cálculo da multa do FGTS, é necessário saber o valor total depositado, aplicando 40% ou 20% sobre esse valor de acordo com o tipo de demissão. Veja na prática como será essa cálculo:

    1. Exemplo para demissão SEM JUSTA CAUSA:

    Saldo do FGTS da conta de José: R$7.000,00

    Demissão: Sem justa causa 

    Cálculo: 7.000 x 40% (0,4) = 2.800

    Valor da multa FGTS: R$2.800,00

    1. Exemplo para demissão CONSENSUAL:

    Saldo do FGTS da conta de José: R$7.000,00

    Demissão: Consensual

    Cálculo: 7.000 x 20% (0,2) = 1.400

    Valor da multa FGTS: R$1.400

    Com isso, em caso de demissão sem justa causa José terá direito a receber R$2.800, e em caso de demissão consensual o valor da multa a ser recebida será de R$1.400.

    Adquira o Saque FGTS com o Banco Mercantil!

    Você pode receber FGTS antecipado até 10 anos do seu Saque Aniversário com taxas mínimas a partir de 1,49% a.m*, bem menor que outras linhas de crédito e o valor será debitado diretamente do seu fundo de garantia. Acesse nossa página FGTS Mercantil e entenda como você pode receber o dinheiro em até 15 minutos na conta.

    Redação Mercantil

    247 artigos publicados

    Com mais de 250 agências, 7 milhões de clientes e 80 anos de mercado, o Banco Mercantil é o primeiro do Brasil a se inspirar na experiência do público 50+ para desenvolver soluções especialmente voltadas para a juventude prateada. A Redação do banco está sempre em busca de simplificar esse universo, com dicas de investimento, economia, planejamento financeiro e estilo de vida personalizadas para você.

    Compartilhar

    Navegue pelo sumário

      Recentes

      Aposentadoria

      Navegue pelo sumário

        Também pode te interessar

        FGTS

        FGTS

        FGTS

        FGTS

        FGTS

        FGTS

        Banco Mercantil do Brasil S.A. 17.184.037/0001-10
        Rua Rio de Janeiro, 680 - Centro, Belo Horizonte/MG - CEP 30160-912