Blog

    O golpe da maquininha é uma fraude que tem se tornando cada vez mais comum nos dias de hoje. Os golpistas utilizam diferentes estratégias para enganar as pessoas e obter informações confidenciais ou realizar transações financeiras fraudulentas. Neste artigo, vamos abordar os principais tipos de golpe da maquininha, como eles funcionam e, o mais importante, como se proteger contra eles.

    O que é o Golpe da Maquininha?

    O golpe da maquininha é uma prática fraudulenta em que os criminosos se aproveitam da boa-fé das pessoas para obter vantagens ilícitas. Eles utilizam maquininhas de cartão falsas ou danificadas para enganar as vítimas e obter informações confidenciais, como dados de cartão de crédito, débito ou realizar cobranças indevidas.

    Existem dois tipos principais de golpe da maquininha: o golpe da maquininha falsa e o golpe da maquininha quebrada. Vamos entender como cada um deles funciona.

    Golpe da Maquininha Falsa

    No golpe da maquininha falsa, os golpistas utilizam uma maquininha de cartão falsificada que se assemelha às maquininhas originais para enganar as vítimas. Quando a pessoa insere o cartão no aparelho, as informações de identificação e os dados da tarjeta são copiados. O risco é a utilização indevida dos dados do cartão para realizar compras fraudulentas ou para clonar o cartão e realizar saques em dinheiro.

    Para evitar cair no golpe da maquininha falsa, é importante verificar se a maquininha utilizada pelo vendedor é autêntica, com a marca e as características da empresa que a forneceu. Além disso, é fundamental não perder de vista o cartão de crédito ou débito durante a transação, certificando-se de que ele não está sendo clonado ou trocado durante a operação.

    Se houver dúvidas sobre a autenticidade da maquininha, é recomendável realizar o pagamento por outro meio ou adquirir uma maquininha própria e confiável para evitar golpes.

    Golpe da Maquininha Quebrada

    No golpe da maquininha quebrada, os criminosos se aproveitam da pressa e da confiança das pessoas para obter vantagem ilícita. Nesse golpe, o golpista finge que a maquininha de cartão está com defeito ou quebrada, impedindo que a transação seja concluída. Em alguns casos, o golpista argumenta que o visor da maquininha está defeituoso para subtrair um valor maior do que o devido.

    Para evitar cair no golpe da maquininha quebrada, é importante estar atento às condições da maquininha utilizada pelo vendedor, verificando se está funcionando normalmente e se é de uma empresa confiável. Também é fundamental nunca digitar o número do cartão e o código de segurança em um celular ou em outra maquininha diferente da que está sendo utilizada para a transação. Além disso, é sempre recomendável desconfiar de propostas muito vantajosas ou urgentes, pois podem ser um indício de fraude.

    Outro cuidado relevante é jamais confirmar uma compra em maquininha de cartão sem conferir o valor debitado. Se o visor estiver quebrado ou apagado, não aceite o pagamento. Opte por outra forma de quitar o valor devido.

    O que fazer se identificar o golpe da maquininha?

    Se você suspeitar que está sendo vítima do golpe da maquininha, é importante manter a calma e agir com cautela para não fornecer informações pessoais ou financeiras aos golpistas. Aqui estão algumas medidas que podem ser tomadas nessa situação:

    1. Verifique a maquininha: Peça para conferir se a maquininha está realmente quebrada ou se há outra razão pela qual a transação não pode ser concluída. Procure sinais de que a máquina está adulterada ou se há algo errado com ela.
    2. Não informe seus dados pessoais nem financeiros: Nunca informe seus dados pessoais, como número do cartão de crédito ou débito, data de validade e código de segurança, para o golpista. Eles podem usar essas informações para realizar compras fraudulentas em seu nome.
    3. Procure ajuda: Em caso de dúvida, compartilhe a situação com um amigo ou familiar, ou ligue para o serviço de atendimento ao cliente da empresa de cartão de crédito ou débito para obter orientações sobre como proceder.
    4. Denuncie: Caso suspeite ter sido vítima de golpe, denuncie imediatamente às autoridades competentes, como a polícia ou o Procon. Faça um boletim de ocorrência online.
    5. Lembre-se de que a prevenção é a melhor forma de evitar golpes: Por isso, é importante estar sempre alerta e verificar a autenticidade das maquininhas e dos prestadores de serviço antes de realizar qualquer transação financeira. Desconfie de vendedores ambulantes ou estabelecimentos comerciais que não tenham um sistema de pagamento confiável e reconhecido. Além disso, é recomendável verificar se a maquininha utilizada para realizar o pagamento é realmente da empresa que está sendo utilizada ou se é uma maquininha falsa. Na dúvida, não confirme a transação.

    O golpe da maquininha é uma realidade nos dias de hoje e é importante estar preparado para se proteger contra essa prática fraudulenta. Conhecendo os principais tipos de golpe da maquininha e adotando medidas preventivas, é possível evitar cair nessas armadilhas e proteger suas informações financeiras.

    Lembre-se sempre de verificar a autenticidade da maquininha utilizada, não perder de vista seu cartão de crédito ou débito durante a transação e desconfiar de ofertas muito vantajosas ou urgentes. Caso suspeite de estar sendo vítima de golpe, siga as orientações de verificação da maquininha, não forneça dados pessoais ou financeiros aos golpistas, procure ajuda e denuncie imediatamente.

    Redação Mercantil 27 artigos publicados

    Compartilhar
    Navegue pelo sumário
      Recentes
      FGTS
      Navegue pelo sumário

        Também pode te interessar

        +Segurança
        +Segurança
        +Segurança
        +Segurança
        +Segurança
        +Segurança

        Banco Mercantil do Brasil S.A. 17.184.037/0001-10
        Av. do Contorno, 5.800. Andares 11º, 12º, 13º, 14º e 15º. Savassi - Belo Horizonte - MG 30.110-042