Blog

    O golpe do emprestimo consignado tem se tornado uma ameaça crescente, especialmente para servidores públicos, aposentados e pensionistas, alvejando-os com ofertas falsas de empréstimos vantajosos. Esses golpistas, muitas vezes se passando por representantes de instituições financeiras ou até mesmo do INSS, solicitam pagamentos antecipados e informações pessoais e bancárias sob o pretexto de liberar o montante do empréstimo.

    • Cuidados a serem tomados:
      • Desconfie de ofertas excessivamente atraentes.
      • Lembre-se de que empréstimos não exigem pagamentos antecipados.
      • O INSS não faz contato por apps, SMS ou e-mails não solicitados.

    Como Funciona o Golpe do Empréstimo Consignado

    O golpe do emprestimo consignado geralmente começa com ofertas tentadoras de crédito com condições extremamente favoráveis. Os fraudadores, posando como representantes de instituições financeiras legítimas, utilizam logos e documentos falsos para criar um cenário convincente. Eles solicitam informações sensíveis como CPF, detalhes bancários e comprovantes de renda sob o pretexto de processar a aplicação do empréstimo. Aqui estão alguns sinais vermelhos e etapas típicas do golpe:

    1. Solicitação de Pagamento Antecipado:
      • Pagamento para seguro ou qualquer outro tipo de depósito para assegurar o empréstimo.
      • Pedido de pagamento antecipado do IOF para liberação do empréstimo.
    2. Ofertas de Empréstimos por Contato Não Solicitado:
      • Empréstimos consignados não podem ser oferecidos ou contratados por chamadas telefônicas.
      • O INSS não faz oferta nem contato com beneficiários para empréstimos consignados.
    3. Uso de Informações Pessoais:
      • Os golpistas oferecem empréstimos com condições vantajosas, pedindo um pagamento adiantado para a liberação.
      • Em alguns casos, supostos funcionários do INSS contatam os beneficiários pedindo detalhes pessoais e bancários, que são usados para abrir contas fraudulentas ou solicitar cartões de crédito e empréstimos em nome da vítima.

    Esses passos destacam o modus operandi dos golpistas, visando a exploração da confiança e a obtenção de ganhos financeiros ilícitos.

    O que fazer caso você caia do golpe do Consignado?

    Caso suspeite de atividade fraudulenta relacionada ao golpe do empréstimo consignado, é crucial agir imediatamente para minimizar os danos e buscar reparação. Aqui estão passos essenciais a serem seguidos:

    1. Reporte Imediatamente:
      • Contate as autoridades competentes e seu banco imediatamente.
      • Bloqueie novas operações de crédito pelo app Meu INSS ou ligando para a Central 135.
      • Registre um boletim de ocorrência e forneça-o aos bancos quando solicitado.
    2. Medidas Específicas para Diferentes Tipos de Transferências:
      • Para golpes envolvendo Pix, contate sua instituição financeira imediatamente, solicite o bloqueio do dinheiro na conta de destino e ative o Mecanismo Especial de Devolução do Pix (MED) em até 30 minutos.
      • Se realizou uma transferência via DOC, verifique na seção “Agendamentos” do seu internet banking se ainda é possível cancelá-la.
      • Em caso de transferência irrecuperável, entre em contato com seu banco para assistência e registre um boletim de ocorrência, reunindo todas as evidências relevantes.
    3. Busca por Resolução e Prevenção:
      • Informe o banco receptor sobre o crime e o boletim de ocorrência.
      • Caso a conta que recebeu o depósito tenha sido criada com documentos falsos ou alterados, o banco deve reembolsá-lo pelo valor total.
      • Reporte o incidente ao Procon e, se necessário, busque auxílio jurídico.
      • Para prevenir futuras ocorrências, seja cauteloso com ofertas de empréstimos consignados e verifique a autenticidade das empresas envolvidas através de sites de reclamações e canais oficiais dos bancos.

    Como se proteger?

    Para se proteger contra o golpe do empréstimo consignado, adote medidas preventivas e esteja sempre vigilante. Aqui estão algumas dicas essenciais:

    • Verificação e Monitoramento:
      • Instituições Financeiras: Lembre-se de que elas nunca solicitam depósitos antecipados para a liberação de empréstimos.
      • Conta Bancária e Benefícios: Verifique regularmente por transações ou deduções não autorizadas.
      • Segurança Digital: Não instale aplicativos de segurança não verificados e evite compartilhar informações pessoais com desconhecidos.
    • Autenticidade e Cautela:
      • Pesquisa: Antes de qualquer transação financeira, pesquise a reputação da empresa.
      • Comunicação Oficial: Use apenas apps ou websites oficiais para fornecer informações, e desconfie de chamadas ou mensagens não solicitadas.
      • Ofertas Atraentes: Seja cético em relação a ofertas muito vantajosas, pois geralmente são indícios de fraude.
    • Proteção de Informações:
      • Dados Pessoais: Nunca compartilhe informações sensíveis, como login, senha ou dados bancários.
      • Software e Links: Evite instalar softwares não verificados e clicar em links desconhecidos.
      • Assessoria Profissional: Em caso de dúvida sobre uma oferta financeira, busque orientação de um profissional.

    Adotar essas práticas pode ajudar significativamente a se proteger contra golpes envolvendo empréstimos consignados e garantir a segurança de suas informações financeiras.

    Como saber se o contrato é falso ou verdadeiro?

    Para identificar se um contrato de empréstimo consignado é falso ou verdadeiro, é essencial estar atento a certos detalhes que podem indicar a legitimidade do documento. Aqui estão alguns pontos cruciais:

    • Informações Completas: Um contrato legítimo não deve apresentar informações incompletas, detalhes faltantes ou espaços em branco que possam ser preenchidos posteriormente sem o conhecimento do cliente. Isso é um sinal de alerta para possíveis fraudes.
    • Limite de Comprometimento: O tomador do empréstimo só pode comprometer até 35% de sua renda com o empréstimo. Qualquer solicitação que exceda esse limite deve ser questionada.
    • Taxas de Juros: Desconfie de taxas de juros irreais, pois podem ser um indicativo de taxas ocultas e cobranças abusivas. Compare as taxas oferecidas com as praticadas no mercado para verificar sua plausibilidade.
    • Autorização do Banco Central: Verifique se a instituição que oferece o empréstimo está devidamente autorizada pelo Banco Central a operar como provedora de empréstimo consignado. Esta é uma etapa fundamental para garantir a segurança e a legalidade da operação.

    É preciso pagar alguma taxa para liberar o empréstimo consignado?

    Quando se trata de liberar um empréstimo consignado, muitas dúvidas podem surgir sobre taxas e custos envolvidos. É fundamental compreender as regras estabelecidas pelo Banco Central do Brasil para evitar cair em golpes. Veja os pontos principais:

    • Proibição de Cobrança Antecipada: O Banco Central proíbe expressamente a cobrança de qualquer taxa para a liberação de empréstimos pessoais, incluindo pagamentos antecipados.
    • Custo Efetivo Total (CET): Inclui todos os custos do empréstimo, como taxa de juros, impostos e outras taxas, garantindo transparência total ao consumidor.
    • Imposto sobre Operações Financeiras (IOF): Este imposto federal incide sobre o empréstimo, sendo calculado como uma porcentagem do valor solicitado. Importante ressaltar que o IOF já está incluso nas parcelas do contrato de empréstimo, não sendo necessário seu pagamento antecipado para a liberação do crédito.

    Essas diretrizes asseguram que os consumidores estejam protegidos contra práticas abusivas e possam realizar operações financeiras com segurança e transparência.

    Qual é a responsabilidade do banco em caso de golpes?

    No contexto do golpe do empréstimo consignado, as instituições financeiras têm responsabilidades claras para com os consumidores, delineadas por diversos regulamentos e decisões judiciais. Veja os principais pontos:

    • Canais de Denúncia e Investigação;
    • Responsabilidade Legal:
      • Instituições financeiras são responsáveis por danos a consumidores devido a fraudes e crimes por terceiros em operações bancárias, conforme Súmula 479 do STJ.
      • Código Civil brasileiro responsabiliza empregadores pelas ações de seus funcionários em caso de fraudes cometidas durante suas funções (Art. 932).
    • Regulação e Monitoramento pelo Banco Central:
      • Banco Central regulamenta e monitora operações de crédito consignado, emitindo 39 notificações corretivas e iniciando 10 processos disciplinares administrativos contra instituições financeiras nos últimos cinco anos.

    Estas diretrizes estabelecem uma base clara para a proteção do consumidor em casos de golpes financeiros, enfatizando a importância da vigilância tanto por parte das instituições quanto dos clientes.

    Telefones do Banco Mercantil para denúncias

    Se você suspeita que foi vítima do golpe do empréstimo consignado ou se deparou com alguma oferta suspeita, o Banco Mercantil disponibiliza canais específicos para que você possa realizar suas denúncias com segurança e praticidade:

    • Central de Atendimento (SAC):
      • WhatsApp e Ligações: Para relatar qualquer suspeita de fraude ou atividade irregular, entre em contato com a Central de Atendimento do Banco Mercantil pelo número 0800 70 70 398 [31]. Este canal está preparado para receber sua mensagem e tomar as medidas cabíveis.
    • Ouvidoria:
      • Contato Direto: Caso você queira registrar uma reclamação ou fornecer feedback sobre como a situação foi tratada, a Ouvidoria do Banco Mercantil pode ser acionada pelo número 0800 70 70 384 [31]. A Ouvidoria é um recurso adicional para garantir que sua voz seja ouvida e que suas preocupações sejam endereçadas de maneira efetiva.

    Lembrando que esses serviços estão disponíveis para assegurar a proteção e o bem-estar dos consumidores, contribuindo para a prevenção e o combate a fraudes financeiras.

    FAQs

    Como posso identificar um golpe envolvendo empréstimo consignado?

    Para saber se você está diante de um golpe do empréstimo consignado, fique atento a algumas práticas suspeitas, como contratos apresentando valores que não correspondem ao acordado, pessoas se passando falsamente por representantes de instituições financeiras ou do INSS, solicitações de pagamento antecipado de taxas e juros, e propostas de portabilidade de empréstimo que pareçam suspeitas ou muito vantajosas.

    Quais bancos oferecem a portabilidade de empréstimo consignado com direito a receber dinheiro de volta (troco)?

    Diversos bancos oferecem a portabilidade de empréstimo consignado com a possibilidade de receber dinheiro de volta, conhecido como troco. No Banco Mercantil é possível fazer sua portabilidade com troco por meio do WhatsApp!

    O que significa realizar a compra de dívida de um empréstimo consignado?

    Realizar a compra de dívida de um empréstimo consignado significa substituir sua dívida atual por uma nova, com condições de pagamento mais favoráveis. Essa operação financeira pode envolver a obtenção de taxas de juros menores, prazos de pagamento mais longos ou outras vantagens que tornem a dívida mais gerenciável para o tomador do empréstimo.

    Redação Mercantil 27 artigos publicados

    Compartilhar
    Navegue pelo sumário
      Recentes
      FGTS
      Navegue pelo sumário

        Também pode te interessar

        +Segurança
        +Segurança
        +Segurança
        +Segurança
        +Segurança
        +Segurança

        Banco Mercantil do Brasil S.A. 17.184.037/0001-10
        Av. do Contorno, 5.800. Andares 11º, 12º, 13º, 14º e 15º. Savassi - Belo Horizonte - MG 30.110-042