Blog

    Você sabia que alguns aposentados do INSS têm direito a um acréscimo de 25% em seus benefícios?

    O valor é pago para beneficiários que compravam que precisam de acompanhamento permanente de outra pessoa.

    Quer entender mais sobre isso? Continue a leitura!

    O que é o adicional de 25% na aposentadoria?

    O acréscimo de 25% é destinado aos aposentados por invalidez que comprovem a necessidade de assistência permanente de outra pessoa para realizar atividades essenciais do dia a dia. 

    Assim, é possível fornecer recursos financeiros adicionais para custear os gastos com um cuidador, permitindo que o segurado tenha condições de arcar com essa despesa.

    Quais doenças dão direito ao adicional?

    Conforme a legislação, o adicional é concedido aos segurados que recebem o benefício por incapacidade permanente e precisam de assistência constante de outra pessoa. Conheça alguns casos possíveis a seguir.

    • Cegueira total
    • Paralisia dos dois braços ou pernas
    • Perda de uma das mãos e de dois pés, ainda que a prótese seja possível
    • Perda de nove ou mais dedos das mãos
    • Perda de um braço e uma perna, quando a prótese for impossível
    • Perda das pernas, quando a prótese for impossível
    • Doenças que deixem o segurado acamado
    • Alterações graves das faculdades mentais que prejudiquem a vida orgânica e social
    • Incapacidade permanente para as atividades da vida diária

    É importante ressaltar que, mesmo que o aposentado já receba o teto do INSS, ele ainda terá direito ao adicional de 25%.

    Como solicitar?

    Para solicitar o adicional de 25% na aposentadoria, o segurado deve entrar em contato com o INSS por meio do site ou aplicativo do Meu INSS, ou pelo telefone 135. 

    Nessa solicitação, será agendada uma perícia médica para avaliar a necessidade de assistência permanente. Caso o segurado não consiga se deslocar até a agência do INSS, é possível realizá-la no local em que ele se encontra.

    No dia da perícia, o segurado deve levar todos os documentos, laudos, exames e atestados médicos que comprovem sua condição de saúde e a incapacidade de realizar atividades básicas sem ajuda de terceiros. 

    Prazo de resposta e acompanhamento do processo

    Após a solicitação do adicional de 25%, o INSS tem um prazo médio de 45 dias corridos para responder ao segurado. 

    Durante esse período, o andamento do processo pode ser acompanhado pela plataforma Meu INSS.

    Impacto da reforma da previdência

    A Reforma da Previdência realizada em 2019 não alterou as regras do adicional de 25% na aposentadoria por invalidez. 

    No entanto, é importante ficar atento a possíveis mudanças futuras nessa legislação, uma vez que as Reformas da Previdência podem impactar diversos benefícios.

    Tem acréscimo de 25% no Benefício de Prestação Continuada (BPC)?

    Não! É importante destacar que o Benefício de Prestação Continuada (BPC) é um benefício assistencial destinado a pessoas com deficiência e idosos de baixa renda, não possuindo o acréscimo de 25% previsto para os benefícios previdenciários. 

    Portanto, o BPC não se enquadra nas regras que aplicam esse adicional.

    Conecte-se conosco nas redes sociais. Curta nossa página no Facebook, inscreva-se no YouTube, siga-nos no Instagram e LinkedIn para receber informações sobre as soluções financeiras do Banco Mercantil. 

    Redação Mercantil 130 artigos publicados

    Compartilhar
    Navegue pelo sumário
      Recentes
      +Dinheiro
      Navegue pelo sumário

        Também pode te interessar

        Aposentadoria
        Aposentadoria
        Aposentadoria
        Aposentadoria
        Aposentadoria
        Aposentadoria

        Banco Mercantil do Brasil S.A. 17.184.037/0001-10
        Av. do Contorno, 5.800. Andares 11º, 12º, 13º, 14º e 15º. Savassi - Belo Horizonte - MG 30.110-042