Blog

    A aposentadoria por incapacidade permanente é um benefício do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Também conhecida como aposentadoria por invalidez, é destinada a quem possui uma doença ou condição que impossibilite de trabalhar. 

    Neste guia vamos mostrar o que é a aposentadoria por incapacidade permanente, seus requisitos, processo de concessão e valor.

    O que é aposentadoria por incapacidade permanente?

    A aposentadoria por incapacidade permanente é um benefício do INSS para as pessoas que ficaram incapacitadas total e permanentemente para trabalhar. 

    Essa incapacidade pode ser causada por doenças, acidentes ou condições de saúde irreversíveis. O objetivo desse benefício é assegurar uma renda mensal aos segurados que não podem mais trabalhar devido à sua condição de saúde. 

    Veja mais: Aposentadoria por Invalidez 32 é definitiva? Saiba mais!

    Como se aposentar por invalidez

    A solicitação da aposentadoria por invalidez pode ser feita por meio do site ou aplicativo Meu INSS, onde é possível agendar uma perícia médica. Durante a perícia, o médico perito avaliará se o trabalhador preenche os requisitos para a concessão do benefício. 

    Na perícia é importante levar todos os documentos médicos que comprovem a incapacidade total e permanente para o trabalho. Por exemplo, exames, laudos, relatórios e receitas médicas. Quanto mais informações forem fornecidas sobre a condição de saúde atual, maiores serão as chances de o benefício ser concedido.

    No final, será emitido um laudo médico. No documento terá a natureza da doença, o tempo necessário de afastamento do trabalho e a existência de incapacidades parciais ou permanentes. A partir dele, o INSS determinará se o segurado tem direito à aposentadoria por incapacidade permanente. 

    Caso seja concedida, a pessoa receberá uma carta de concessão e começará a receber o pagamento na agência bancária indicada pelo INSS. É possível alterar a agência bancária de recebimento após o recebimento do primeiro pagamento. Contudo, o benefício será pago mensalmente ao segurado enquanto persistir a sua incapacidade. 

    É importante ressaltar que o INSS pode realizar perícias médicas periódicas para verificar se a incapacidade ainda persiste.

    Documentos necessários

    Além dos documentos de identificação, a pessoa precisará de alguns documentos para solicitar a aposentadoria por invalidez. Com eles, você poderá comprovar a incapacidade permanente. Segue a lista dos principais documentos:

    • Laudos médicos detalhados que descrevem a condição médica.
    • Diagnóstico.
    • Histórico da doença.
    • Gravidade dos sintomas do segurado.
    • Exames que comprovem a incapacidade.
    • Relatórios de tratamento.
    • Histórico de consultas médicas.
    • Registros de afastamento do trabalho.

    É importante ressaltar que a lista de documentos pode variar de acordo com cada caso específico ou conforme a solicitação do médico perito do INSS.

    Quanto tempo a aposentadoria por invalidez se torna definitiva?

    Muitas pessoas têm dúvidas sobre quando a aposentadoria por invalidez se torna definitiva. Isso ocorre quando o beneficiário atende a certos critérios estabelecidos pelo INSS.

    Uma situação em que a aposentadoria por invalidez se torna definitiva é quando o beneficiário completa 60 anos. Nesse caso, não são necessárias novas perícias para a manutenção do benefício. Além da aposentadoria se tornar permanente, o beneficiário continuará recebendo o valor mesmo que se recupere da incapacidade.

    Outra situação em que a aposentadoria por invalidez se torna definitiva é quando o beneficiário completa 60 anos, já recebe o benefício por mais de 15 anos ou possui HIV/AIDS. Nessas circunstâncias, o INSS considera que a incapacidade é permanente e não exige novas perícias.

    Quais os requisitos

    A aposentadoria por incapacidade permanente possui alguns requisitos para que a pessoa receba o benefício:

    • Carência mínima de 12 meses de contribuição ao INSS. 
    • Comprovação da incapacidade total e permanente para o trabalho por meio de uma perícia médica realizada pelo próprio INSS. 
    • A incapacidade deve ser avaliada como irreversível, ou seja, não há possibilidade de reabilitação para outra atividade profissional.

    Porém, existem também algumas situações específicas em que não é necessário cumprir a carência de 12 meses. Por exemplo, em casos de acidentes de qualquer natureza, acidentes ou doenças relacionadas ao trabalho. Isso também acontece quando a pessoa tem uma doença grave, irreversível e incapacitante listada pelo Ministério da Saúde e do Trabalho e Previdência.

    Como citamos acima, a aposentadoria se torna definitiva para as pessoas com HIV/AIDS. Por ser considerada uma doença crônica degenerativa, a lei permite que o beneficiário não seja mais submetido a perícias revisionais.

    Qual o valor da aposentadoria por incapacidade permanente

    O valor integral da aposentadoria por incapacidade permanente é calculado com base na média de todos os salários de contribuição desde julho de 1994. Inicialmente, o segurado receberá 60% dessa média como benefício. No entanto, a cada ano adicional de contribuição, a partir do 16º ano para mulheres e do 21º ano para homens, será acrescido 2% ao valor do benefício. 

    Dessa forma, é possível ultrapassar o limite de 100% dependendo do tempo de contribuição da pessoa no momento em que ficou incapacitado para o trabalho.

    Além disso, é importante destacar que, caso precise de assistência permanente no seu dia a dia, ele terá direito a um acréscimo de 25% no valor do benefício. Esse acréscimo é conhecido como auxílio-acompanhante.

    Diferença entre Aposentadoria por Incapacidade Permanente e Auxílio-Doença

    É fundamental entender a diferença entre a aposentadoria por incapacidade permanente e o auxílio-doença. 

    O auxílio-doença é um benefício temporário para as pessoas que ficam temporariamente incapacitadas para o trabalho devido a uma doença ou acidente. Esse benefício é pago até que o segurado se recupere e esteja apto a retornar ao trabalho.

    Já a aposentadoria por incapacidade permanente é um benefício de longo prazo. Ele é voltado para pessoas que ficaram incapacitadas total e permanentemente para trabalhar. Nesse caso, não há expectativa de reabilitação e o benefício é pago enquanto persistir a incapacidade.

    Leia também: Quanto Tempo Leva para Transformar o Auxílio-Doença em Aposentadoria?

    A PEC Paralela e a Aposentadoria por Incapacidade Permanente

    A PEC Paralela é uma proposta de emenda constitucional que está sendo discutida e pode trazer alterações nas regras previdenciárias. Dentre elas, a aposentadoria por incapacidade permanente. 

    É importante estar atento às possíveis mudanças e acompanhar as atualizações sobre o assunto.

    Vem ver o resumo

    A aposentadoria por incapacidade permanente é um benefício de longo prazo pago pelo INSS. Ele é voltado para pessoas que ficaram incapacitadas total e permanentemente para trabalhar. Para ter direito a esse benefício, é necessário cumprir os requisitos de carência mínima e comprovar a incapacidade por meio de uma perícia médica. 

    O valor do benefício é calculado com base na média dos salários de contribuição. Além desse valor, pode ter a adição de 25% caso precise de auxílio de uma pessoa para tarefas do dia a dia. É importante diferenciar a aposentadoria por incapacidade permanente e o auxílio-doença. Além de estar atento às possíveis mudanças nas regras previdenciárias.

    Para estar sempre por dentro, conecte-se conosco nas redes sociais. Curta nossa página no Facebook, inscreva-se no YouTube, siga-nos no Instagram e LinkedIn para receber informações sobre as soluções financeiras do Banco Mercantil. Te esperamos lá!

    Redação Mercantil 240 artigos publicados

    Com mais de 250 agências, 7 milhões de clientes e 80 anos de mercado, o Banco Mercantil é o primeiro do Brasil a se inspirar na experiência do público 50+ para desenvolver soluções especialmente voltadas para a juventude prateada. A Redação do banco está sempre em busca de simplificar esse universo, com dicas de investimento, economia, planejamento financeiro e estilo de vida personalizadas para você.

    Compartilhar
    Navegue pelo sumário
      Recentes
      FGTS
      Navegue pelo sumário

        Também pode te interessar

        Aposentadoria
        Aposentadoria
        Aposentadoria
        Aposentadoria
        Aposentadoria
        Aposentadoria

        Banco Mercantil do Brasil S.A. 17.184.037/0001-10
        Av. do Contorno, 5.800. Andares 11º, 12º, 13º, 14º e 15º. Savassi - Belo Horizonte - MG 30.110-042