Blog

    Com golpes cada vez mais sofisticados, é fundamental adotar medidas para proteger dados sensíveis, como as informações financeiras e pessoais. 

    Uma das primeiras linhas de defesa são as senhas, que atuam como chave de acesso aos canais digitais. No artigo de hoje, você encontra dicas de como criar senhas seguras. Boa leitura!

    O que torna uma senha forte e segura?

    Uma senha forte é aquela que minimiza as chances de ser descoberta ou adivinhada por terceiros mal-intencionados. Isso não se resume apenas à complexidade da senha, mas também à sua singularidade e exclusividade. 

    Algumas características de uma senha segura incluem:

    Unicidade

    A senha deve ser única, ou seja, não deve ser utilizada em nenhum outro sistema ou plataforma. 

    Evite reutilizar a mesma senha em múltiplas contas, pois isso aumenta exponencialmente os riscos de exposição. Cada acesso deve ter sua própria senha exclusiva.

    Complexidade

    A senha deve conter uma combinação de letras maiúsculas e minúsculas, números e símbolos especiais

    Essa diversidade de caracteres torna a senha muito mais difícil de ser adivinhada ou quebrada por programas de ataque.

    Aleatoriedade

    Evite usar informações pessoais, datas significativas ou sequências óbvias em sua senha. 

    Quanto mais aleatória e desconectada de seus dados a senha for, melhor. Isso dificulta que cibercriminosos possam deduzir ou inferir sua senha com base em informações sobre você.

    Memoriabilidade

    Embora a senha deva ser complexa, ela também precisa ser fácil de lembrar para você. 

    Senhas muito complicadas podem levar a práticas inseguras, como anotá-las em papel ou salvá-las em arquivos digitais, expondo-as a riscos.

    Técnicas eficazes para criar senhas fortes

    Existem algumas estratégias eficazes para criar senhas seguras e memoráveis. Vamos explorar algumas delas:

    1. Frases de senha

    Em vez de utilizar uma única palavra ou sequência de caracteres, opte por criar uma frase longa e aparentemente sem sentido. Combine palavras aleatórias, como o nome de uma fruta, uma rua onde você já morou, uma atividade física e um número qualquer. O resultado pode ser algo como “pitangatiradentesdancarcaneca81”.

    As frases de senha são mais fáceis de memorizar do que senhas complexas, mas ainda assim oferecem um alto nível de proteção. Além disso, elas evitam o uso de informações pessoais ou datas significativas, que podem ser facilmente descobertas.

    2. Geração de senhas aleatórias

    Outra opção é utilizar um gerador de senhas aleatórias, que cria combinações de caracteres totalmente randômicas. Eles podem ser encontrados em aplicativos de gerenciamento de senhas ou até mesmo em alguns sites e navegadores. Essa abordagem garante que sua senha seja única e extremamente difícil de ser adivinhada.

    O desafio com senhas aleatórias é que elas podem ser difíceis de memorizar. Portanto, é recomendável armazená-las em um gerenciador de senhas confiável, que manterá suas informações de acesso seguras e acessíveis apenas para você.

    Leita também: Como proteger seus dados caso tenha seu celular roubado?

    3. Autenticação em duas etapas

    Além de criar senhas fortes, é fundamental implementar a autenticação em duas etapas (ou autenticação de dois fatores) em suas contas. Esse mecanismo adiciona uma camada extra de segurança, exigindo não apenas sua senha, mas também um código temporário enviado por SMS, e-mail ou gerado por um aplicativo.

    Mesmo que um cibercriminoso obtenha sua senha, ele ainda não poderá acessar sua conta sem esse código de verificação adicional. Essa abordagem dificulta muito a invasão de suas informações, tornando-a uma prática essencial para a proteção de sua vida digital.

    Boas práticas de segurança de senhas

    Para complementar as técnicas de criação de senhas fortes, é importante adotar algumas boas práticas relacionadas à gestão e uso das mesmas. Veja algumas dicas importantes:

    Nunca anote suas senhas

    Evite anotar suas senhas em papel, planilhas, ou qualquer outro local físico ou digital. Essa prática pode expor suas informações a terceiros e facilitar o acesso não autorizado às suas contas.

    Não reutilize senhas

    Jamais utilize a mesma senha em diferentes contas. Caso uma dessas senhas seja comprometida, todas as suas outras contas ficarão vulneráveis.

    Atualize regularmente suas senhas

    Faça a troca periódica de suas senhas, especialmente após suspeitar de algum tipo de violação ou vazamento de dados. Lembre-se de criar uma nova senha única, e não apenas modificar ligeiramente a anterior.

    Desconfie de solicitações de senha

    Nunca forneça sua senha após clicar em um link suspeito ou receber uma solicitação inesperada, mesmo que aparentemente venha de uma empresa confiável. Acesse diretamente o site ou aplicativo para realizar qualquer alteração de senha.

    Entenda mais: O que é o Golpe do Vírus no celular?

    Utilize um gerenciador de senhas

    Para facilitar a gestão de suas senhas únicas e complexas, considere usar um gerenciador de senhas confiável. Esses aplicativos armazenam suas informações de acesso de forma segura e permitem que você as utilize com facilidade.

    Entendendo os principais tipos de ataques a senhas

    É importante compreender as principais técnicas utilizadas por cibercriminosos para comprometer senhas, a fim de adotar as medidas de segurança adequadas.

    Ataque de força bruta

    Nesse tipo de ataque, um software automatizado testa várias quantidades de combinações de caracteres, incluindo letras, números e símbolos, em uma velocidade extremamente alta, até encontrar a senha correta.

    Ataque de dicionário

    Diferentemente do ataque de força bruta, o ataque de dicionário utiliza palavras comuns, como as encontradas em dicionários. Portanto, senhas que utilizam palavras simples são mais vulneráveis a esse método.

    Engenharia social

    A engenharia social é uma técnica de manipulação utilizada por criminosos para induzir as vítimas a fornecerem voluntariamente informações pessoais, como senhas. Como, por exemplo, o golpe do phishing, em que os golpistas enviam links falsos que parecem ser de empresas confiáveis.

    Mesmo uma senha forte não é suficiente para se proteger desse tipo de ataque, pois o criminoso obtém a informação diretamente da vítima.

    Confira outros conteúdos sobre segurança e se proteja: 

    Mantenha-se sempre atualizado! Nos siga no Facebook, Instagram, YouTube e LinkedIn e não perca nenhuma novidade do Banco Mercantil. 

    Redação Mercantil 97 artigos publicados

    Compartilhar
    Navegue pelo sumário
      Recentes
      Meu Mercantil
      Navegue pelo sumário

        Também pode te interessar

        +Segurança
        +Segurança
        +Segurança
        +Segurança
        +Segurança
        +Segurança

        Banco Mercantil do Brasil S.A. 17.184.037/0001-10
        Av. do Contorno, 5.800. Andares 11º, 12º, 13º, 14º e 15º. Savassi - Belo Horizonte - MG 30.110-042