Blog

    Se você é aposentado ou pensionista do INSS, pode não estar isento do Imposto de Renda em 2024. Para entender quais são as documentações obrigatórias e passo a passo detalhado de como fazer o imposto de renda, faça a leitura completa do nosso artigo. 

    Principais dúvidas sobre Imposto de Renda para aposentados:

    Como saber se uma pessoa é isenta de Imposto de Renda?

    Para saber se uma pessoa é isenta de Imposto de Renda, é necessário verificar se sua renda se enquadra nos critérios estabelecidos pela Receita Federal. Além disso, existem outras situações que podem conferir a isenção, como aposentados com doenças listadas na Lei nº 7.713/88 ou idade avançada.

    Como solicitar isenção de Imposto de Renda por idade?

    A isenção de Imposto de Renda por idade é um benefício concedido a pessoas com 65 anos ou mais que possuam rendimentos dentro de determinado limite estabelecido pela legislação. Para solicitar a isenção do Imposto de Renda, você deve acessar o “Meu INSS”, apresentar as documentações solicitadas e, se chamado, comparecer à perícia médica. É importante buscar orientação junto à Receita Federal ou a um profissional especializado para obter informações precisas sobre como solicitar essa isenção.

    Como comprovar renda de pensionista do INSS?

    Para comprovar a renda de um pensionista do INSS, é necessário apresentar o extrato de pagamento do

    benefício emitido pelo INSS, que detalha o valor recebido mensalmente. Esse extrato pode ser obtido no site do INSS ou, se você possui conta Mercantil, basta entrar em contato pelo WhatsApp. Além disso, outros documentos podem ser solicitados, como comprovantes de depósitos bancários ou recibos de pagamento, dependendo das exigências específicas da declaração de Imposto de Renda.

    Tem desconto de Imposto de Renda na aposentadoria?

    Em alguns casos, pode haver desconto de Imposto de Renda na aposentadoria. Nesses casos, é aplicada a tabela progressiva de alíquotas do IRPF, conforme mencionado anteriormente, e o imposto é descontado diretamente na fonte, ou seja, antes do valor ser pago ao aposentado.

    Com entendimento dos documentos, escolha o Modelo de Declaração:

    Ao realizar a declaração de Imposto de Renda, você tem a opção de escolher entre dois modelos: declaração simplificada e declaração completa. Ambos os modelos possuem suas vantagens e critérios de escolha, e é importante entender essas diferenças para fazer a opção mais adequada para sua situação.

    A. Declaração simplificada: vantagens e critérios de escolha

    A declaração simplificada é uma opção mais prática e ágil, geralmente escolhida por contribuintes com menos despesas a serem deduzidas ou que não desejam se envolver com detalhes mais complexos da declaração. A maior vantagem da declaração simplificada é a dedução padronizada.

    Ao optar pela declaração simplificada, você tem direito a uma dedução padronizada de 20% sobre a base de cálculo do imposto devido, limitada a um valor máximo estabelecido pela Receita Federal. Essa dedução é aplicada automaticamente, sem a necessidade de comprovação de despesas.

    B. Declaração completa: possibilidade de deduções detalhadas

    A declaração completa permite que você informe todas as despesas dedutíveis permitidas pela legislação tributária. Nesse modelo, você precisa ter todos os comprovantes e documentos que comprovem suas despesas para poder utilizá-las como deduções.

    Algumas das deduções detalhadas possíveis na declaração completa incluem despesas médicas, educação, contribuição previdenciária, pensão alimentícia, entre outras. A escolha pela declaração completa é recomendada quando você possui um volume significativo de despesas dedutíveis e quando essas deduções ultrapassam o valor da dedução padronizada oferecida pela declaração simplificada. 

    É importante avaliar sua situação financeira, os valores das despesas dedutíveis e o potencial impacto na redução do imposto antes de fazer a escolha entre a declaração simplificada e a declaração completa. Se necessário, você pode contar com a ajuda de um contador ou profissional especializado para tomar ou se você possui conta Mercantil, basta entrar em contato pelo WhatsApp!

    Preenchendo a declaração sendo aposentados ou pensionista:

    • Passo 1: Acesse o site da Receita Federal e faça o download do programa da Declaração de Imposto de Renda (IRPF);
    • Passo 2: Após instalar o programa, abra-o e selecione a opção “Criar nova declaração” ou “Importar declaração do ano anterior”, caso tenha feito;
    • Passo 3: Na aba “Identificação do Contribuinte”, preencha seus dados pessoais, como nome, CPF, data de nascimento e endereço;
    • Passo 4: Na aba “Rendimentos Tributáveis Recebidos de Pessoa Jurídica”, informe os valores recebidos referentes à aposentadoria ou pensão;
    • Passo 5: Na aba “Pagamentos e Doações Efetuados”, verifique se você possui despesas dedutíveis, como gastos com saúde, educação, previdência privada, entre outros. Insira esses valores nas respectivas seções;
    • Passo 6: Se você possui bens e direitos, como imóveis, veículos, investimentos e entre outros, na aba “Bens e Direitos”, preencha as informações solicitadas sobre esses ativos;
    • Passo 7: Na aba “Dívidas e Ônus Reais”, informe eventuais dívidas que você possua, como empréstimos ou financiamentos;
    • Passo 8: Na aba “Resumo da Declaração”, revise todas as informações inseridas, verificando se estão corretas e completas;
    • Passo 9: Após revisar e confirmar as informações, selecione a opção “Entregar Declaração” e envie sua declaração ao sistema da Receita Federal.
    • Passo 10: Após a entrega, você poderá acompanhar o processamento da declaração e, se tudo estiver correto, aguardar a restituição, caso tenha direito.

    Se você é um aposentado ou pensionista do INSS no Banco Mercantil lembramos que oferecemos suporte e orientações relacionadas à sua declaração de imposto de renda. Queremos garantir que você esteja bem informado e preparado.

    Nossa equipe está disponível para orientações gerais, ajudá-lo a identificar deduções e benefícios fiscais disponíveis, como gastos com saúde, educação e outros que podem ajudar a reduzir o valor do imposto que você deve pagar. Sabemos que a carga tributária pode ser pesada, mas estamos aqui para sugerir um planejamento fiscal que esteja dentro das leis e regulamentações vigentes. Conte com o Banco Mercantil para receber suporte especializado para aposentados e pensionistas!

    Redação Mercantil 240 artigos publicados

    Com mais de 250 agências, 7 milhões de clientes e 80 anos de mercado, o Banco Mercantil é o primeiro do Brasil a se inspirar na experiência do público 50+ para desenvolver soluções especialmente voltadas para a juventude prateada. A Redação do banco está sempre em busca de simplificar esse universo, com dicas de investimento, economia, planejamento financeiro e estilo de vida personalizadas para você.

    Compartilhar
    Navegue pelo sumário
      Recentes
      FGTS
      Navegue pelo sumário

        Também pode te interessar

        + Para Você
        + Para Você
        + Para Você
        + Para Você
        + Para Você
        + Para Você

        Banco Mercantil do Brasil S.A. 17.184.037/0001-10
        Av. do Contorno, 5.800. Andares 11º, 12º, 13º, 14º e 15º. Savassi - Belo Horizonte - MG 30.110-042