Blog

    A restituição do Imposto de Renda é um assunto que desperta o interesse e a curiosidade de muitos brasileiros. Afinal, quem não gostaria de receber de volta parte do valor que foi pago ao longo do ano? 

    Neste artigo, vamos explicar tudo o que você precisa saber sobre a restituição do Imposto de Renda, desde o seu conceito até como consultar o valor a ser restituído. Vamos lá?

    O que é a restituição do Imposto de Renda?

    A restituição do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) é a devolução do valor pago a mais ou a menos para a Receita Federal durante o ano anterior. Em outras palavras, é o processo pelo qual o contribuinte pode receber de volta parte do valor que foi retido na fonte ou pago antecipadamente ao longo do ano.

    Toda pessoa que realiza a declaração do Imposto de Renda tem direito à restituição, desde que haja um saldo a ser recebido. Se, ao fazer a declaração, for indicada uma diferença positiva, isso significa que o contribuinte deve pagar o restante do tributo. Por outro lado, se a diferença for negativa, ou seja, se houver um saldo a ser recebido, o valor será depositado pela Receita Federal na conta bancária do contribuinte.

    Leia mais: Guia Completo da Restituição de Imposto de Renda

    Como é calculada a restituição do Imposto de Renda?

    A restituição do Imposto de Renda é calculada considerando a base de cálculo do IR e os ganhos do contribuinte ao longo do ano. Essa base de cálculo é o resultado da diferença entre todos os rendimentos recebidos no ano, excluindo-se os rendimentos isentos, não tributáveis, tributáveis exclusivamente na fonte ou sujeitos à tributação definitiva, e as deduções previstas em lei, como despesas com saúde, educação, dependentes, entre outras.

    Após determinar a base de cálculo e identificar a faixa correspondente na tabela do Imposto de Renda, a Receita Federal realiza o cálculo do valor devido pelo contribuinte ao fisco. Após a entrega da declaração, a Receita verifica os pagamentos de imposto de renda efetuados ao longo do ano pelo contribuinte e os compara com o valor que deveria ter sido pago. O imposto já pago é então subtraído do imposto devido, resultando no valor a ser restituído ou pago.

    Como consultar a restituição do Imposto de Renda?

    A consulta da restituição do Imposto de Renda pode ser feita de forma simples e rápida pelo site da Receita Federal. Para realizar a consulta, basta acessar a página específica de consulta da restituição e informar o CPF completo e a data de nascimento do contribuinte. O ano da pesquisa já vem configurado automaticamente.

    É importante ressaltar que a Receita Federal disponibiliza a consulta da restituição em lotes, ou seja, os valores são liberados de acordo com um calendário pré-estabelecido. Portanto, é necessário aguardar o período correspondente ao lote em que o contribuinte se encontra para verificar se o valor já está disponível para resgate.

    Como fazer o resgate da restituição?

    Após consultar a restituição do Imposto de Renda e verificar que o valor está disponível para resgate, o contribuinte pode escolher a forma de recebimento. Existem duas opções principais: depósito em conta corrente ou poupança e ordem de pagamento.

    Caso o contribuinte opte pelo depósito em conta corrente ou poupança, é necessário informar os dados bancários corretamente para que a Receita Federal realize o depósito do valor. Já na opção de ordem de pagamento, o contribuinte deverá comparecer a uma agência do Banco do Brasil e apresentar um documento de identificação para receber o valor em espécie.

    É importante ressaltar que, caso o contribuinte não resgate a restituição em até um ano, o valor será devolvido à Receita Federal e só poderá ser recuperado por meio de um procedimento específico.

    Como usar o dinheiro da restituição do Imposto de Renda?

    A restituição do Imposto de Renda pode ser uma ótima oportunidade para utilizar o dinheiro de forma consciente e estratégica. Muitas pessoas aproveitam esse valor extra para quitar dívidas, realizar investimentos ou até mesmo fazer uma reserva financeira.

    Se você possui dívidas, uma boa opção é utilizar a restituição para quitá-las, evitando o pagamento de juros e a acumulação de mais dívidas. Caso esteja com as finanças em dia, é possível considerar a possibilidade de investir o valor da restituição, buscando obter retornos financeiros no longo prazo. Também é válido pensar em criar uma reserva de emergência, que pode ser utilizada em situações imprevistas.

    Como pagar até 12% menos Imposto de Renda?

    Uma maneira de reduzir o valor a ser pago de Imposto de Renda é por meio do investimento em um Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL), uma modalidade de previdência privada. Ao fazer a declaração completa do PGBL, é possível deduzir até 12% da renda tributável do ano anterior, diminuindo a base de cálculo do imposto a ser pago.

    Para aproveitar essa oportunidade de pagar menos Imposto de Renda, é importante realizar a declaração completa do PGBL ao invés de optar pela declaração simplificada. Dessa forma, você pode desbloquear mais de R$2.500 da sua restituição do IR.

    Vem ler o resumo

    A restituição do Imposto de Renda é um direito de todo contribuinte que realiza a declaração do IRPF. É importante entender como funciona esse processo, desde o cálculo do imposto até a forma de consulta e resgate do valor restituído. Além disso, é fundamental utilizar esse dinheiro de forma consciente, buscando quitar dívidas, investir ou criar uma reserva financeira.

    Aproveite as oportunidades que a restituição do Imposto de Renda oferece e busque sempre estar informado sobre as novidades e atualizações relacionadas a esse assunto. Assim, você poderá tomar decisões financeiras mais assertivas e aproveitar ao máximo os benefícios que esse recurso proporciona.

    Para estar sempre por dentro, conecte-se conosco nas redes sociais. Curta nossa página no Facebook, inscreva-se no YouTube, siga-nos no Instagram e Linkedin para receber informações sobre as soluções financeiras do Banco Mercantil. Te esperamos lá!

    Redação Mercantil 27 artigos publicados

    Compartilhar
    Navegue pelo sumário
      Recentes
      FGTS
      Navegue pelo sumário

        Também pode te interessar

        + Para Você
        + Para Você
        + Para Você
        + Para Você
        + Para Você
        + Para Você

        Banco Mercantil do Brasil S.A. 17.184.037/0001-10
        Av. do Contorno, 5.800. Andares 11º, 12º, 13º, 14º e 15º. Savassi - Belo Horizonte - MG 30.110-042